AINDA HÁ HOMENS DE CORAGEM (ENTREVISTA)

Ainda há “Homens de Coragem”, e digo isto porque bem me recordo de um filme com o mesmo título que retrata um conjunto de homens, de rara bravura e coragem, que contra tudo e todos resistem ao “impossível”. O que dizer de Carlos Alexandre ? Um herói aos a olhos de uns, um ser diabólico aos olhos de outros. Ter nas mãos o poder de decisão não é uma missão simpática que agrade a “Gregos & Troianos“. Porém, abstraindo-me do “juiz” e concentrando-me no discurso do “homem”, devo dizer que subscrevo integralmente as sábias palavras de Carlos Alexandre.

Também eu, um saloio (não de Mação, mas de Trás-os-Montes) revejo ali “detalhes” que fazem de um homem simples um “grande homem” de direito e de facto. E por isso, sou também um saloio com muito gosto. Há saloios, que efectivamente, dão grandes lições aos pseudo-evoluídos de uma duvidosa “burguesia”. Ser saloio, é realmente ser da terra a que um dia voltamos.

Não preciso de mais palavras para deixar claro o quando admiro o homem e juiz Carlos Alexandre. A vida ensinou-me que a sabedoria manifesta-se quando deixamos de ter certezas, e finalmente começamos a duvidar … Mas há uma das raras certezas em que acredito, é que Portugal precisa não de um “Saloio de Mação”, mas de 18+2 “Saloios de Mação” … Um por distrito e mais dois para Madeira e Açores.

Apesar de não ser religioso, espero que todos os Deuses em que a humanidade acredite, iluminem os passos deste homem, e que a “luz” nunca se apague sobre a sua nobre e honrosa missão.

AINDA HÁ HOMENS DE CORAGEM (ENTREVISTA)

AINDA HÁ HOMENS DE CORAGEM (ENTREVISTA)

Hide picture